O professor Júlio Meneghini, diretor acadêmico do Centro de Pesquisa para Inovação em Gás Natural (“Research Centre for Gas Innovation” – RCGI, na sigla em inglês), visitou recentemente duas unidades da Shell no exterior, acompanhado pelo professor Claudio Oller do Nascimento, também membro do Centro. Eles estiveram em Houston (EUA) e Amsterdã (Holanda). A Shell adquiriu recentemente o Grupo BG – multinacional que investiu na criação do RCGI junto com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paul (FAPESP).

“Fomos apresentar o centro para o grupo que fica no escritório, em Houston, sobretudo o conteúdo dos projetos nº 4 (Feasibility/design of efficient and environmentally friendly ship concepts with natural gas as fuel) e nº 8 (Modeling and numerical simulation). Eles ficaram também muito interessados no projeto nº 24, que versa sobre estimativas da elasticidade do preço de gás natural. Ficamos com eles dois dias”, diz Meneghini.

Em Amsterdã, os professores visitaram o laboratório de tecnologia de tratamento de gás (Gas Treatment Technology). “Ali são desenvolvidas tecnologias de separação de gás e mitigação de emissões de CO2. São laboratórios impressionantes, nos quais trabalham aproximadamente quatro mil pessoas. Apresentamos para eles os projetos contemplados no programa de físico-química do RCGI. Essa visita também durou dois dias.”

Segundo Meneghini, o objetivo das visitas foi estabelecer contato direto com as pessoas que vão acompanhar de perto os projetos do RCGI. “São profissionais com muitos anos de experiência. Foi importante conhecê-los e travar contato direto com eles.”

Laboratório da Shell na Holanda
Fonte: Flickr Shell