Karina Ninni

 

Dois dos 22 artigos premiados no XII Congresso Brasileiro de Planejamento Energético, ocorrido entre 9 e 11/9, têm participação ou autoria de integrantes do RCGI.

Karina Ninni foi premiada pelo artigo “Os desafios regulatórios e políticos do primeiro projeto de terminal de GNL no Brasil, elaborado pela Comgás em 1972: considerações acerca do cancelamento da obra e lições de uma iniciativa pioneira”. O texto foi extraído da tese de doutorado da pesquisadora, que será defendida em 2022 no Instituto de Energia e Ambiente da USP, o IEE. Karina é orientada pelo professor Edmilson Moutinho dos Santos, diretor do Programa de Políticas de Energia e Economia do RCGI.

“É uma parte da minha tese que fala sobre regulação. Estou pesquisando sobre um projeto de um terminal de GNL que a Comgas tentou construir no litoral de São Paulo na década de 70”, afirmou Karina, que faz parte do Projeto 21 do Centro. Também assinam o artigo o prof. Edmilson Moutinho e a profa. Hirdan Costa.

Também foi premiado no Congresso o artigo assinado por Maxiane Cardoso e Hirdan Costa “Renovabio: uma análise sobre o programa e sua influência sobre o mercado do biometano”. Hidan é coordenadora de dois projetos no RCGI, o 21 (RCGILEx) e o 42 (Aspectos Legais de Atividades de CCS).

Organizado pela Sociedade Brasileira de Planejamento Energético (SBPE), o evento teve como tema “Segurança e Sustentabilidade no Futuro Energético”. Os 22 melhores artigos foram escolhidos de uma lista de 203 trabalhos submetidos, conforme avaliação do Comitê Científico do evento, e serão publicados na Revista Brasileira de Energia.