Pesquisadores do RCGI e professores da Poli-USP recepcionaram o vice-reitor de Investigação e Pesquisa da instituição chilena em visita a laboratórios.

O professor Andrés Mansilla Muñoz, vice-reitor de Investigação e Pesquisa da Universidade de Magalhães, no Chile, visitou na última quinta-feira (20/7) a sede do Fapesp-Shell Research Centre for Gas Innovation (RCGI), além de alguns laboratórios da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). No RCGI, ele foi recepcionado pela professora Rita Alves, que fez uma apresentação sobre os projetos desenvolvidos no Centro. O professor Reinaldo Giudici, um dos diretores do Programa de Físico-Química do RCGI, também esteve presente. Ambos são docentes da Poli-USP.

Na Escola Politécnica, Muñoz visitou o Tanque de Provas Numérico (TPN), ciceroneado pelo professor Kazuo Nishimoto; o Laboratório de Combustão, onde foi recepcionado por Rafael Berti, doutorando do professor Guenther Carlos Krieger Filho; e o Laboratório NDF – Núcleo de Dinâmica e Fluídos, na companhia do professor Cesar M. Freire.

Durante toda a visita, Muñoz foi acompanhado pelo professor Henrique Lindenberg, da Comissão de Relações Internacionais da Poli. “O objetivo da vinda do professor Muñoz é encontrar áreas e linhas de pesquisa nas quais as duas universidades possam trabalhar juntas. Tanto que ele participou, também, de uma reunião na Fapesp e outra na Aucani (Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional), antes de visitar a Poli”, explicou Lindenberg.

Segundo ele, Muñoz já conhece a USP. “Mas sua área é a biologia. Como foi sugerido que a Poli fosse incluída nas propostas de pesquisa conjunta entre a Universidade de Magalhães e a USP, com ênfase na área de energias renováveis, ele então veio conhecer a Escola Politécnica, seus laboratórios e as iniciativas das quais a Poli faz parte, como o RCGI.”